O uso do anticoncepcional

O uso do anticoncepcional

O anticoncepcional é uma das maiores conquistas da mulher moderna, mas ainda hoje enfrenta problemas em relação às crenças, como é o caso da religião, consequências do uso (trombose) e a ineficácia conforme o seu mau uso. Assim como qualquer medicamento, as instruções devem ser seguidos de forma criteriosa e serem receitados por um médico ginecologista.

No Brasil, o método contraceptivo é o mais popular dentre as mulheres, estando disponível até mesmo na rede pública de saúde, por meio do SUS (Sistema Único de Saúde). Dois hormônios o compõe, o estrogênio e o progestogênio, e são semelhantes aos produzidos naturalmente pelo ovário sexo feminino. A forma em que eles são compostos é o que diferencia a pílula da minipílula, contendo a quantidade de progestogênio em dose inferior.

Algumas dúvidas permanecem pontuais na vida das mulheres e de seus parceiros e as listamos aqui:

1. Como escolher o anticoncepcional?
De forma livre e informada, a escolha do método anticoncepcional deve ser feita a partir de uma orientação concisa, permitindo com que a mulher e/ou a adolescente possa decidir qual melhor lhe atende.

2. Há alguma contraindicação para o seu uso?
Alguns critérios médicos impedem o uso das drágeas, sendo alguns casos temporários e em outros de forma definitiva. Por isso é importante consultar o profissional da área da saúde e verificar os riscos e benefícios de cada método.

3. De que modo o medicamento atua?
A pílula inibe a ovulação, transformando o muco cervical espesso e atrapalhando a locomoção dos espermatozóides. Por consequência, assim limita a fecundação.

4. Esse método é 100% eficaz?
Nenhum método possui 100% de eficácia, apresentando uma irrisória taxa de falha. No entanto, o resultado depende quase que exclusivamente a sua administração, que deve observar os esquecimentos, alterações de saúde (como diarreia e vômitos) e o seu uso concomitante a outras medicações.

5. A pílula previne doenças e há uma idade mínima e máxima para se tomar?
Não, a prevenção de doenças se dá apenas pelo uso de preservativos masculino e feminino. A medicação pode ser usada desde a primeira menstruação, na adolescência até a menopausa. 

Se matricule na Especialização em Gestão, Prescrição e Serviços Farmacêuticos

Referências:

MINISTÉRIO DA SAÚDE. Blog da Saúde. 10 coisas que você precisa saber sobre o anticoncepcional. Disponível em: http://www.blog.saude.gov.br/index.php/promocao-da-saude/52307-10-coisas-que-voce-precisa-saber-sobre-o-anticoncepcional. Acesso em: 09 jul. 2019. 

ANTERIOR