Marketing aplicado à Farmácia

Marketing aplicado à Farmácia

Muitas pessoas associam "Marketing" com vendas e propagandas. Na verdade, venda e propaganda fazem parte de um conjunto de ações que compõem o marketing. Por outro lado, a população em geral deve estar sempre alerta e orientada por profissionais para que não sejam enganados por promessas milagrosas. 

Dos vários tipos de mídias empregadas para a divulgação de um produto, a televisiva é a mais abrangente e que promove um melhor retorno. Deve-se, porém haver um rigoroso controle das mensagens transmitidas para que a população não seja prejudicada. 

O marketing pode e deve ser aplicado nas farmácias como ferramenta para a melhoria do atendimento à população e não como maneira de ludibriar pessoas menos informadas. Muito empregada nos dias de hoje, a estratégia de venda, chamada desconto deve ser utilizada com cautela e jamais de maneira a induzir a automedicação. 

Anúncios de preços promocionais em panfletos podem induzir a população a adquirir medicamentos que não serão necessários até findar o prazo de validade dos mesmos, apenas porque estão com preços reduzidos. 

O que a farmácia comercializa? 

Se esta pergunta for feita por um leigo, este responderá rapidamente que a farmácia comercializa medicamentos, produtos de higiene e perfumaria. A resposta de um farmacêutico deveria ser que a farmácia não só comercializa diversos produtos, mas presta serviço à comunidade dando orientações, aplicando injetáveis, aferindo a pressão arterial, entre outros serviços. 

Na farmácia comercial é possível aplicar uma técnica chamada marketing direto, a qual possui relação direta com a assistência farmacêutica, uma vez que trata o paciente de maneira individualizada.

Se especialize em Gestão, Prescrição e Serviços Farmacêuticos. 

ANTERIOR