Acompanhamento nutricional no pré e pós-operatório

Acompanhamento nutricional no pré e pós-operatório

Entre 2012 e 2017 a procura por cirurgias bariátricas aumentaram cerca de 46,7%, segundo a Sociedade Brasileira de Cirurgia Bariátrica e Metabólica (SBCBM). Pelo SUS o número de cirurgias bariátricas disparou. Entre os anos de 2008/ e 2017, o número de cirurgias cresceu 2015%. O crescimento anual médio é de 13,5%. 

A obesidade é hoje um dos maiores problemas de saúde pública e uma das doenças crônicas que mais cresce em todo o mundo. O aumento da prevalência de sobrepeso e obesidade tem se mostrado crescente, particularmente no sexo feminino, em vários países, inclusive no Brasil. 

O sedentarismo é o principal vilão, posteriormente a má alimentação além de uma predisposição genética, cujo mecanismo é pouco claro, e outros determinantes, como idade e sexo, número e intervalo entre as gestações (quando mulher), determinantes socioeconômicos, como renda e escolaridade, e comportamentais, como o fumo. 

Diversos estudos mostram que melhorar a alimentação é a chave para proporcionar benefícios à saúde da população e reduzir gastos públicos. Nos dias atuais várias são as estratégias disponíveis para o tratamento da obesidade, cuja efetividade varia amplamente. O acompanhamento nutricional é a principal forma terapêutica que deve ser abordada no paciente que tem como objetivo a perda de peso. 

A cirurgia bariátrica é o tratamento mais efetivo para Obesidade, grau III. A finalidade do tratamento cirúrgico consiste em melhorar não somente na qualidade, como também o tempo de vida do obeso, resolvendo os problemas de ordem física e psicossocial que o excesso de peso acarreta. 

O acompanhamento com uma equipe multidisciplinar fornece condições para que  paciente perceba a amplitude do processo ao qual será submetido, visto que seus hábitos alimentares após a cirurgia sofrerão mudanças significativas. Por essa razão, inicia-se o ajuste na alimentação ainda no pré-operatório, preparando-o para os novos hábitos alimentares no pós-operatório. Deve ser enfatizado que os ajustes ao longo da vida para o comportamento alimentar e atividades físicas são necessárias para perda de peso bem sucedida e para prevenir complicações em longo prazo. 

Conheça nossa especialização em Atuação Transdisciplinar em Obesidade, Cirurgia Bariátrica e Metabólica. 

ANTERIOR PRÓXIMA